Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Fernanda Orfali (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 14/09/2002

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 15/12/1973 (28 anos)

Data de Falecimento: 14/09/2002

Sexo: Feminino Feminino
 

Fernanda Orfali, 28 anos, casada há seis meses, após uma discussão com o marido, Sergio Nahas, foi assassinda por ele com dois tiros no peito, São Paulo-SP, em 14/09/2002.

O crime que vitimou Fernanda Orfali ocorreu no apartamento do casal, na rua Doutor Basílio Machado, em Higienópolis, centro de São Paulo.
Sérgio Nahas  foi preso acusado de porte ilegal de armas. Ele disse que Fernanda Orfali teria cometido suicídio, com um tiro no peito. No dia do crime, eles teriam discutido por Fernanda Orfali ter descoberto que o marido era usuário de drogas.

Segundo Sérgio Nahas (marido) diz que foi suicídio, porém após toda a investigação concluiu-se que nenhum suicida consegue se destruir com dois tiros, pois foram dois disparos e nenhum vestígio de pólvora nas mãos da vítima.

Hoje, Sérgio Nahas se encontra em liberdade, levando a sua vida como sempre, e a família destruída, mutilada, sofrendo pela falta que ninguém pode e poderá preenchê-la. Buscando a justiça, o mínimo que a família espera.

Por Sandra Domingues, com informações da Band

Fernanda Orfali, 28 anos, casada há seis meses, após uma discussão com o marido, Sergio Nahas, foi assassinda por ele com dois tiros no peito, São Paulo-SP, em 14/09/2002.

O crime que vitimou Fernanda Orfali ocorreu no apartamento do casal, na rua Doutor Basílio Machado, em Higienópolis, centro de São Paulo.
Sérgio Nahas  foi preso acusado de porte ilegal de armas. Ele disse que Fernanda Orfali teria cometido suicídio, com um tiro no peito. No dia do crime, eles teriam discutido por Fernanda Orfali ter descoberto que o marido era usuário de drogas.

Segundo Sérgio Nahas (marido) diz que foi suicídio, porém após toda a investigação concluiu-se que nenhum suicida consegue se destruir com dois tiros, pois foram dois disparos e nenhum vestígio de pólvora nas mãos da vítima.

Hoje, Sérgio Nahas se encontra em liberdade, levando a sua vida como sempre, e a família destruída, mutilada, sofrendo pela falta que ninguém pode e poderá preenchê-la. Buscando a justiça, o mínimo que a família espera.

Por Sandra Domingues, com informações da Band



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)






Marcus Mussa em 19/09/2017 11:15
O que posso falar da minha amiga de escola,de clube,amigos de verdade,menina doce meiga não bebia,não fumava,que Perda irreparável para mim,amigo de infância!Esse canalha merece a pena de morte!!!Merece prisão perpétua,A Fernanda merece JUSTIÇA!!!!


Thelma Ramos em 11/11/2010 17:45
Hoje ao entrar nste site, me deu uma doce saudade Senhorita Nanda, minha patroa na epoca em que trabalhava na CIN (Confecção Irmãos Naddeo), posso afirmar com certeza que durante os anos que estive, e na convivencia que tive no cotidiano com ela e sua familia, era de fato uma garotinha ainda, muito inteligente, cheia de vida, alegria, garra de viver, perseverancia no trabalho que executava na industria, além de ser extremamente gentil e educada continha a beleza interior da humildade. Era uma jovem mulher sensivel, dedicada em todas as areas da vida. Me lembro da alegria ao chegar perto da data de seu casamento, seis meses depois eu não trabalhava mais na empresa quando começaram a noticiar a sua morte precoce e de uma forma violenta e estupida cometida por tal elemento. Fato que até os dias de hoje é incompreensível como um homem pode chegar a fazer tanto mal a apenas uma garota que dedicava a vida a ele. Imagino o pesar e a perda enorme e irreparavel que deve sentir sua mae e seus irmãos. A unica coisa pelo qual nós que estamos mais distantes de tal sofrimento porém não indiferentes pedimos que se faça justiça dos homens, por que a de Deus com certeza chegará¡ a tal Sergio Nahas, um homem imaturo, irresponsavel, e a partir de tais fatos poderíamos até acrescentar um sem carater. Homens como eles merecem mesmo é pagar, sentir no seu interior a dor que causou a tantas e tantas pessoas, familiares, amigos, conhecidos, funcionarios etc. Pedimos que apesar das leis falhas e corruptas, de uma constituição ultrapassada que a boa vontade e bom senso do judiciario, não deixe este caso, esta fatalidade assim como tantos outros que vemos pela rede, virtual, midia e em nosso cotidiano , mais uma vez impunes. Por que a impunidade não somente faz sofrer as pessoas relacionadas as vitimas de violencia , mais a todos nós, que temos a coerencia de perceber que num pais tão corrupto com o acento da impunidade gera-se mais violencia , pois o povo muitas vezes apela para a justiça propria. Então ressalto a impunidade é uma violencia e gera ainda mais violencia.

Monique Oliveira Santos Marcelo Henrique Prade Ricardo dos Santos Nísio Gomes Richard Richter Diego Machado Rodrigues Thaís Muniz Mendonça Marcelo Alexandrino Costa dos Santos Paulo Veronesi Pavesi Larissa Izabel Heymer Eduardo da Silva Oliveira Bianca Rocha Tavares Marcelo Caetano Hávyla Nayara Felipe da Silva Gomes Alexandre Thomé Ivo Rojão Daniel Ribeiro de Almeida Cirne Emerson Luis Marques Goularte Matthwes Eric Jones Gabriela Prado Maia Ribeiro Dennyse Cryslany Paiva Alarcão
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS