Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Cláudio Carvalho Tenório (Assassinato)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 10/03/2002

Localização: São Paulo (SP)

Data de Nascimento: 04/05/1987 (14 anos)

Data de Falecimento: 10/03/2002

Sexo: Masculino Masculino
 

Relato da família

Cláudio Carvalho Tenório, menino de 14 anos , como todos os garotos, saiu com os amigos e foi a Habib’s, zona norte , São Paulo, tomar um lanche.

Na saída, um dos seguranças do Habib’s atirou no Claudinho pelas costas ,que foi fatal. A mãe inconformada foi à busca da justiça percorrendo vários canais , para que não caísse no esquecimento conseguindo a prisão do assassino somente no dia 28/11/2003.

Com certeza foi um alívio à família, principalmente à mãe que tanto lutou pela justiça, para que a impunidade não vencesse mais uma vez.. Hoje o indivíduo preso aguarda o julgamento.

“ As coisas antigas se foram. Coisas novas nasceram, mas o meu filho, menino, com apenas 15 anos se foi, vítima dessa violência que cresce dia a dia. E agora ? E eu? Sou mãe do Claudinho, o que será de mim? Não me digam que foi uma fatalidade porque isto não me preenche esta falta , este rombo na minha vida. E agora? “ (mãe)

Do ocorrido

Policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG) da 4ª Delegacia Seccional da Capital prenderam no Rio de Janeiro o segurança Anderson Cristiano Pereira de Andrade, de 23 anos, em 28/11/2003. Ele é acusado de matar o estudante Cláudio Carvalho Tenório, de 14 anos. O crime aconteceu em março de 2002, na saída de um restaurante Habib’s na zona Norte de São Paulo.

Andrade confessou o crime, mas disse não ter tido a intenção de atirar. Segundo ele,
Cláudio Carvalho Tenório e os amigos saíram do restaurante e começaram a jogar pedras em sua direção. O segurança alegou que sua intenção era sacar a arma (um revólver calibre 38) para assustar os garotos. O revólver teria disparado ao enroscar em sua cinta. A mesma bala que matou Cláudio Carvalho Tenório atingiu de raspão a nuca do amigo dele, R.S.F., de 17 anos, que sobreviveu.

Depois de atirar, Andrade fugiu e jogou a arma em um rio. Ele confessou à polícia que, quando soube da morte de
Cláudio Carvalho Tenório, passou dez dias em um hotel na zona Norte, antes de seguir para o Rio de Janeiro. Na cidade, com o nome falso de Fernando, passou a trabalhar como segurança de um bingo em Copacabana.

A prisão

Os policiais da SIG chegaram até o segurança depois de grampear telefones de parentes dele. Os telefonemas de Andrade para a família foram rastreados por seis meses. Por meio deles, foi possível saber que o segurança fazia as ligações de orelhões do Rio de Janeiro. Num deles, na esquina das ruas Toneleiros com Mascarenhas de Moraes, os telefonemas eram mais freqüentes.

Foi perto desse telefone que três investigadores da SIG montaram campana na tarde da última quinta-feira. No dia seguinte, Andrade passou por um dos policiais e em seguida foi visto entrando no bingo. Com a ajuda da polícia carioca, os investigadores conseguiram prendê-lo. De acordo com a polícia, o segurança já tem antecedente criminal por receptação e agressão. Desde o assassinato, ele está com a prisão preventiva decretada pela Justiça.

 


Cláudio Carvalho Tenório, menino de 14 anos , como todos os garotos, saiu com os amigos e foi a Habib’s, zona norte , São Paulo, tomar um lanche.

Na saída, um dos seguranças do Habib’s atirou no Claudinho pelas costas ,que foi fatal. A mãe inconformada foi à busca da justiça percorrendo vários canais , para que não caísse no esquecimento conseguindo a prisão do assassino somente no dia 28/11/2003.

Com certeza foi um alívio à família, principalmente à mãe que tanto lutou pela justiça, para que a impunidade não vencesse mais uma vez.. Hoje o indivíduo preso aguarda o julgamento.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Sara Borges Rocha Abner Elias Taborda Briggida Rosely de Azevedo Lourenço Gabriela de Souza Teixeira Lucas Vargas Terra Jennifer Marion Nadja Kloker Diego de Almeida Silva Janinha Pereira de Freitas Ana Carolina Salvador Custódio Josenildo José Ferreira de Oliveira William da Silva Castro Alves Benedito Pereira Rabelo Ana Beatriz de Souza Jorge Luís Lourenço Carla Ingrid de Oliveira Correa Mercia Mikie Nakashima Maiara Natalie da Silva Giulia de Oliveira da Silva Hermes Tadeu Moraes Gelson Domingos da Silva Fernanda Venâncio Ramos
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS