Autor: Carlos Santiago
Gabriela Sou da Paz
Diga não à impunidade
Blog Blog   |   Fale Conosco Fale Conosco   |   Cadastro Cadastro   |   Depoimento Depoimento
 
 
 
Você está em: Inicial > memorial > perfil.php

Danilo Ramos Ribeiro (Latrocínio)



 


Participe Participe cadastrando seu caso de impunidade.

Aviso O Movimento Gabriela Sou da Paz não se responsabiliza pela exatidão e veracidade das informações contribuidas voluntariamente abaixo.


Data do Ocorrido: 23/04/2000

Localização: Mongaguá (SP)

Data de Nascimento: 04/07/1982 (17 anos)

Data de Falecimento: 23/04/2000

Sexo: Masculino Masculino
 

Danilo Ramos Ribeiro, 17 anos, foi brutalmente assassinado em Mongaguá na casa de um amigo de faculdade, no feriado da semana Santa, em 23/04/2000.

Danilo Ramos Ribeiro, Bruno Ruggeri de Paula e Ariel Lagatta de Souza, todos de 17 anos, foram torturados e assassinados por bandidos que invadiram a casa (na madrugada de sábado para domingo) e mataram os três meninos, após muita tortura e crueldade.

Os acusados pelos crimes são: Cristiano Fondelo Rodrigues, 20 anos e Luciano Almeida, 23 anos. A dupla assumiu a autoria dos assassinatos. Eles teriam invadido a casa para roubar e matado o trio para não serem reconhecidos. Ambos teriam assumido a autoria do crime.

José Moacir Ribeiro e Juadir José Ramos de Souza, pais de Danilo Ramos Ribeiro e Ariel Lagatta de Souza, chegaram a Mongaguá e encontraram os corpos. Ficaram chocados. Os meninos estavam amordaçados. Os pés e as mãos foram amarrados com cordas de náilon. Bruno Ruggeri foi esfaqueado na região abdominal e no pescoço. Danilo Ramos Ribeiro sofreu uma lesão na cabeça e teve a barriga perfurada com um espeto de churrasco. Ariel Lagatta de Souza tinha cortes no pescoço e nas costas provocados pelo mesmo espeto. Seu corpo estava parcialmente queimado. Depois que o mataram, os assassinos colocaram um colchão sobre o cadáver e atearam-lhe fogo.

A brutalidade dos crimes levou a polícia local a trabalhar com a hipótese de vingança por causa de dívida com traficantes. Não havia sinais de arrombamento de portas e janelas. Nenhum objeto importante foi roubado. Os familiares contestaram a tese da polícia. Segundo eles, nenhum dos rapazes consumia drogas. A crueldade dos assassinos deixou o pai de Ariel Lagatta de Souza assombrado. Investigador do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), Souza garante jamais ter visto crime com atrocidades iguais às que vitimaram o filho.

Os assassinos foram presos 4 dias depois e condenados à 135 anos de prisão. Um recorreu e já abaixou para 90 anos.

Danilo Ramos Ribeiro, 17 anos, foi brutalmente assassinado em Mongaguá na casa de um amigo de faculdade, no feriado da semana Santa, em 23/04/2000.

Danilo Ramos Ribeiro, Bruno Ruggeri de Paula e Ariel Lagatta de Souza, todos de 17 anos, foram torturados e assassinados por bandidos que invadiram a casa (na madrugada de sábado para domingo) e mataram os três meninos, após muita tortura e crueldade.

Os acusados pelos crimes são: Cristiano Fondelo Rodrigues, 20 anos e Luciano Almeida, 23 anos. A dupla assumiu a autoria dos assassinatos. Eles teriam invadido a casa para roubar e matado o trio para não serem reconhecidos. Ambos teriam assumido a autoria do crime.

Os assassinos foram presos 4 dias depois e condenados à 135 anos de prisão. Um recorreu e já abaixou para 90 anos.



Não será publicado.




Desejo Receber Informativos (não enviamos SPAM)





Pâmela Munique Valpato Jhonny Rafael Ferreira de Bahamontes Patrícia da Costa Pessanha Arthur Lourenço Alcaide Miquelan Bianca Rocha Tavares Edison Tsung Chi Hsueh Antônio Marcos Alves de Oliveira Emerson Luis Marques Goularte Jaciene Ianca Farias dos Santos Hugo Ribeiro Santos Camargo Luis Paulo Oliveira Barbosa Rodolfo Gigante Iannuzzi Gabrielli Cristina Eichholz Priscila Machado Simão Márcia Cristina Sales Militão Ana Claudia Caron Mayara Rasmussen Carlos Antonio de Paula Michelle Domingos da Silva Ana Luíza Santos Guilherme Gabriel Caetano
 
Blogger   Youtube   Facebook   Twitter   RSS